“SUBMISSÃO”

ramadao.jpg

 O fim do Ramadão, (6/6), em Birmingham. 140 mil homens. Inglaterra. A terra de Shakespeare. O futuro da Europa é islâmico. Adeus, inspector Barnaby. Adeus, Doutor Watson. Adeus, Miss Marple. Pensei, não há muito tempo, que seria mais trágico. Agora penso que será talvez uma tragédia menor e preferível, comparada com o que acontecerá à Europa se, ao invés do Islão, se afirmar o neo-humanismo relativo, multifofo e liberal que os meus amigos celebram como o fim da História, sem se darem conta de que o que assim celebram é apenas o abismo niilista.

 

[O chamado populismo não tem qualquer hipótese. Não se pode voltar para trás, e os movimentos ditos populistas são tradicionalismos sem futuro.]

Imagem retirada da net - Globo

https://www.facebook.com/giulio.meotti/videos/10218421922689237/

José Costa Pinto