Mais três pontos a voar

Foto-O-Jogo.jpg 

. Um golo do viseense N’sor, aos 84, que fugiu a Zé Castro, ditou a quarta derrota consecutiva da Académica, a terceira no campeonato, sendo que os ‘estudantes’, agora comandados por João Alves, seguem abaixo da ‘linha de água’, na 17º posição, com apenas seis pontos, mais um do que último, o FC Porto B. Como esta equipa não “conta”, pode dizer-se que a Académica está em último. Para quem queria subir….

Não pode ser. “Aquilo” não é nada: meia dúzia de jogadas vistosas, umas quantas fintas algumas prodigiosas – mas golos, nada. E os jogos só se ganham marcando mas golos que o adversário como diria La Palisse.

Como se viu, há algo de errado na equipa. Além da falta de chama, há a falta de pernas. E, aqui para nós que ninguém nos ouve, a “integração” de Zé Castro vai ser um sarilho para João Alves: cedeu ao pedido de velhos amigos – pensamos nós de que – mas o jogador já não tem pernas para jogar numa equipa com pretensões à subida: o golo do Viseu evidencia-o.

Claro que há mais vida para além das derrotas; há que dar o peito às balas, arregaçar as mangas, e ir por aí acima a caminho das vitórias. Passando de candidato à descida a candidato a meio da tabela, que, quanto à subida. “já foste”.

 

 

Jogo no Estádio Cidade de Coimbra.

Académica - Académico de Viseu, 0-1.(Ao intervalo: 0-0.)

Marcador: 0-1, Nsor, 84 minutos.

 

Equipas:

- Académica: Peçanha, Mike, Zé Castro, Brendon, Joel, Guima (Marinho, 70), Dias, Jean Filipe (Hugo Almeida, 84), Romário Baldé, Djoussé e Zé Paulo (Traquina, 60).

- Académico de Viseu: Jonas, Tiago Almeida, Fábio Santos, Baumer, Kevin Medina, Lucas (Pica, 89), Paná, Fernando Ferreira (Rui Miguel, 61), Latyr Fall, Nsor e Alek Gasilin (João Mário, 58).

 

Árbitro: Fábio Veríssimo (AF Leiria), que fez uma arbitragem como a cara dele: muito fraca, sempre a favorecer o visitante, e, ainda por cima, mal auxiliado

Imagens: AAC/OAF e O Jogo

 

A-CA-DÉ-MI-CA

ACA-DÉ-MICA

ACADÉMICA

BRIIIOOSAAAAAAAAAAAAAAAA!.....